Dia Internacional da Mulher – O despertar do feminino: A nossa força Gestadora

Muito se fala sobre recursos exauridos e a necessidade de mudar o modelo mental do nosso sistema em prol da sobrevivência da nossa própria espécie. Curioso imaginar que este processo possa ser linear, lógico, objetivo, mental… Entre pessoas que já moveram mudanças significativas em suas vidas e em suas comunidades, algo aconteceu antes de chegar até as suas mentes. Algo revirou por dentro, desencaixou, cutucou, palpitou, doeu, fluiu, cresceu, tornou-se livre e então pode expressar-se, chacoalhar e tocar mais pessoas. Dificilmente o caminho foi traçado e seguido à risca. O caminho se fez ao caminhar…

Houve entrega e confiança. Porque havia algo a mais. Uma inteligência integrada à inteligência da própria natureza. Ancorada nos sentidos. Atenta e fiel aos próprios instintos. Ligada à essência da criação e do coração. Cuidadosa com sementes ainda imaturas. Receptiva ao tempo de espera. Aberta para interagir, mudar e expandir-se. Ciente da dança entre o ser e o estar.Tocada pela experiência. Intensa. Suave. Precisa. Conectada ao momento. A serviço da vida.

Esta força incontrolável e potente cutuca, pulsa e flui o tempo todo dentro de nós. Ela está em perfeita sintonia com a vida que nos cerca, mas muitas vezes é negada e negativada nas nossas ações e relações… porque está além do nosso controle. É o espaço interior onde habita o nosso feminino, a nossa força Gestadora. Uma parte essencial de nós mesmos, que quando acessada, nos torna mais íntegros, mais humanos, mais livres, mais realizados e realizadores.

A capacidade de reconhecer e validar essa força como uma co-inteligência parece intimamente ligada à nossa capacidade de gerar a vida que desejamos viver aqui, agora, amanhã e depois de amanhã. Mas para isso é preciso ousar, tolerar andar no meio-fio, na berlinda, na dúvida, no desconhecido…

Algumas pessoas experimentaram e encontraram mais que sentido nessa jornada. Queremos ouvir mais sobre essas histórias.

O TEDxDaLuz 2011 se dedicou a ouvir histórias de quem vem experimentando a vida que pulsa e emerge dentro de si. Os caminhos e ideias que surgem nessa dança, e a sintonia tecida com a vida vivida. Como este despertar da nossa natureza feminina transforma como nos vemos e agimos com o mundo? Como tem sido as jornadas de quem dialoga com essa inteligência circular? Queremos ouvir quem deu ouvidos às suas inconformidades, quem seguiu na sua busca com confiança diante das incertezas, quem experimentou a coragem (coração que age) na travessia de si mesmo e quem tem histórias pra contar que possam inspirar mais pessoas nas suas próprias Jornadas Gestadoras.

Saiba mais: tedxdaluz.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s