Eduardo Cunha grava EP: ‘Desde 1991 Esperando Ser Preso’

conversamos-com-eduardo-cunha-autor-do-disco-desde-1991-esperando-ser-preso-body-image-1461002601.jpg

Nem tudo é notícia ruim no que diz respeito à política brasileira. Bom, na verdade é sim, mas a gente pode por um momento fingir que não enquanto escuta o EPDesde 1991 Esperando Ser Preso. Depois do show de horrores que assistimos nesse último domingo (17), na Câmara dos Deputados, é bom poder apreciar um pouco de ironia na forma de hip-hop instrumental e samples de matérias de jornal.

O autor dessa obra-prima política, musical e memética se identifica como Eduardo Cunha e justifica seu anonimato: “Não queria misturar as coisas, até porque nunca misturaria meu projeto pessoal com política — apesar de me manifestar publicamente mais pro lado vermelho da força”, conta Cunha, que afirma ser um produtor do interior de São Paulo. “Essa porra já tá com mais de 3.000 plays, e meus releases ‘oficiais’ raramente batem 1000 em algumas semanas. Essa molecada de hoje em dia só quer saber de memes mesmo.”

O produtor diz ter-se inspirado pela capa do disco, que ele encontrou por aí na internet e achou “meio Beastie Boys”, conta. “Aí conversando com um amigo meu, ele disse: ‘Por que cê não transforma isso num disco de verdade?’ E umas horas depois, tava aí”. Mas o ócio da vida política no Brasil foi o que protagonizou a motivação de Cunha: “Quando a gente tem muito tempo sobrando, principalmente quando se é do meio político nacional, podemos fazer muita coisa. Entre elas lançar um disco de instrumentais. Depois a gente vai roubar um pouco de grana da máquina pública.”

Cunha acredita que Cunha (o real) talvez curtisse o disco se chegasse a escutá-lo: “Talvez ele tenha uma coleção de discos do MF DOOM e a gente nem sabe. Mas eu prefiro achar que não, o cara deve curtir Legião Urbana ou uns modão de viola. Ou talvez o hino do terceiro Reich.” E deixa sua opinião sobre a situação política no Brasil: “Tenho esperança ainda, só que pouca. Mas tento fazer minha parte. E a política tem umas coisas tão ridículas que não tem como não fazer piada.”

A juventude só quer saber de memes, mas talvez essas manifestações meméticas sejam mais eficazes e significativas do que soltar confete em meio a sessão da Câmara dos Deputados. Escute Desde 1991 Esperando Ser Preso:

Desde 1991 Esperando Ser Preso

by Eduardo Cunha

  • Digital Album

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

    Buy Now  $7 USD  or more

    Send as Gift

1.
2.
3.
4.

Especial Lollapalooza 2015 – BIG GIGANTIC

Big-Gigantic

Big Gigantic, cuja mistura de batidas alucinantes, baixo estrondoso e frenéticas melodias estabeleceu uma sequência radical desde a sua formação, em 2008, levou o seu som para uma outra dimensão com o lançamento de Noctural, em 2011, que solidificou Big Gigantic como um dos grupos mais importantes no mundo da música eletrônica, dance e hip-hop.

Com um som provocante, reflexivo e ao mesmo tempo dançante, Big faz melodias com batidas viciantes, que não soariam fora do tom como um single de Kanye West ou LCD Soundsystem. Nenhum gênero está fora dos limites para Big Gigantic, que explora diferentes sons, desde o funk ao dubstep, do house ao hip-hop.

Após se graduar em um mestrado em jazz na Manhattan School of Music, Lalli se mudou para Boulder e começou a tocar com Salken, experimentando a ideia de interpretar música tradicional à base de DJ com instrumentos ao vivo. O duo chegou ao hype no início de 2008, fazendo shows locais antes de lançar o álbum de estreia em 2009, Fire It Up, e embarcar em uma turnê completa nos EUA. Desde então, tocaram nos principais festivais dos EUA, como no seu evento anual “Rowdytown”, no Red Rocks Amphitheatre, que teve lotação esgotada em todas as edições desde a sua criação, em 2012.

Os transcedentais shows ao vivo do Big Gigantic são uma mostra da brilhante improvisação e do forte vínculo entre Salken e Lalli, que alternam entre teclado, sax e laptop, construindo uma parede de som futurista que coloca a multidão a seus pés. A maratona de shows apresenta várias canções novas, antigas e inéditas, como também conta com os remixes de “Black and Yellow”, de Wiz Khalifa, “I need a Dollar”, de Aloe Blacc, e “Thugs Notorious”, de Notorious B.I.G.’s.

Nome: Big Gigantic
País: Estados Unidos
Ano de formação: 2008
Integrantes: Dominic Lalli (saxofone e produção) e Jeremy Salken (bateria)
Sucessos: “Sky High”, “The Night is Young”, “Touch the Sky” e “Blue Dream”