A dupla VJ Suave espalha cores pelas cidades cinza, projetando animações fantásticas

O mundo ao nosso redor é uma enorme tela para Ygor Marotta e Cecilia Soloaga, os nomes por trás do VJ Suave. O paulista e a espanhola são especialistas em animação, intervenção urbana, e uma forma que encontraram de levar arte para os espaços públicos foi a criação dosSuaveciclos. Usando triciclos aparamentados com projetores de altíssima definição, caixas de som, computadores e bateria, transmitem ao público mensagens multimídia como desenhos, animações e poesias.

Os artistas descrevem seu trabalho como um “graffiti digital”, capaz de interagir com a paisagem urbana e com os curiosos do caminho, espalhando cor pelas cidades cinza, em uma explosão de fantasias.

vj suave-zupi2

Entre as técnicas utilizadas estão o vídeo mapping, projeções em grande escala sincronizadas com música em tempo real, e o light painting, onde desenhos são feitos e animados ao vivo em uma apresentação que permite o improviso dos artistas, transportando o público para um universo lúdico através de uma experiência multissensorial de luzes, cores e mensagens de amor.

Suas animações já circularam o mundo, tendo passado por Espanha, Argentina, Alemanha, Rússia e muitos outros países, além de ter pedalado aqui por cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Porto Alegre. Além disso, gravaram também quatro curtas metragens: Trip, La cena,Homeless e Run.

vj suave-zupi3

vj suave-zupi1

Com seus personagens, são capazes de iluminar mais do que ruas e paredes, mas também seus telespectadores, criando uma relação entre o publico, principalmente com as crianças, que interagem e brincam em tempo real com as animações.

Confira no vídeo abaixo um pouco do trabalho criativo dessa dupla e se surpreenda:

suave-zupi6

suave-zupi7

vj suave-zupi8

Especial Lollapalooza 2015 – PHARRELL WILLIAMS

camburi-linda-casa-13km-da-praia-paraiso-ac-trocas-14156-MLB2721626573_052012-F

Redefinindo o conceito de “cool” para uma nova geração, Pharrell Williams é uma força criativa, usando música, moda e design para expressar seu estilo único.

Desde seu início de carreira, como um jovem prodígio e multi-instrumentista em Virginia Beach no início da década de 1990, passando por sucessos que lhe renderam o título de Produtor da Década segundo a Billboard em 2010, até o atual status de superstar multimídia, Williams nunca parou de criar.

Começando a carreira de produtor como a outra metade do The Neptunes, ao lado de Chad Hugo, Williams ajudou a criar clássicos como “Get Lucky”, do Daft Punk, “Blurred Lines”, de Robin Thicke, “Hot in Herre”, de Nelly, “I Just Wanna Love U (Give it 2 Me)”, de Jay-Z, “I’m A Slave 4 U”, de Britney Spears, e “Like I Love You”, de Justin Timberlake.

Com mais de 100 milhões de cópias vendidas de suas produções, sua música soa como algo que nenhum outro havia pensado até então. Ele também criou uma nova forma de ver estrelas consolidadas como Snoop Dogg, Madonna e até mesmo Rolling Stones. Depois de quatro álbuns, Williams e Hugo, ao lado de Shae Haley, criaram um imprevisível híbrido como integrantes do grupo de rock alternativo e hip-hop N.E.R.D. A indústria musical premiou Pharrell com 7 prêmios Grammy (incluindo “Produtor do Ano” em 2004 e 2014) e o prestigiado Golden Note Award da SCAP, em 2012.

Ele também recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Canção em 2014 por “Happy”, trilha sonora da animação “Meu Malvado Favorito 2”. “Happy” permaneceu no topo da parada Billboard Hot 100 por dez semanas consecutivas, foi número #1 do iTunes em 103 mercados mundo afora, e é o primeiro single de seu segundo álbum solo “G.I.R.L.”, lançado em 3 de março de 2014, e que recebeu ótimas críticas.

Seu prolífico trabalho também abrange desde o design de escultura com o artista japonês Takashi, a acessórios e joalheria para a grife Louis Vuitton, camisetas para a megamarca japonesa Uniqlo, até sportwear para a Adidas e colaboração para um novo perfume da Comme des Garcons.

O trabalho no campo humanitário é outra extensão do estrondoso sucesso de Pharrell. Em 2008, ele fundou a From One Hand To AnOTHER (FOHTA), uma organização focada em apoiar os programas dos seus centros de pesquisa, que incluem alfabetização de jovens carentes em áreas de risco dos EUA.

Em março de 2014, Pharrell firmou uma parceria com a ONU para celebrar o International Day of Happiness, inspirando pessoas de todo mundo a demonstrar sua alegria. Com sua mais recente empreitada, “I am OTHER” – coletivo de criação multimídia que serve como uma espécie de “guarda-chuva” para todos os outros empreendimentos — a visão de Williams segue impulsionando a cultura pop.

No último outono do hemisfério norte, Pharrell continua a difundir sua visão e felicidade na turnê “Dear G I R L”, com 23 apresentações na Europa.

Nome: Pharrell Williams
País: Estados Unidos
Ano de formação: 2006 (lançamento do primeiro álbum solo)
Sucessos: Happy, G.I.R.L, Marilyn Monroe, Gust of Wind

Especial Lollapalooza 2015 – BANDA DO MAR

Banda-do-Mar

A Banda do Mar é feita de histórias simples. Daquelas dos contos simples, da vida de todos os dias. Da vida dos amigos, dos afetos, das partidas e chegadas, das celebrações, da vontade de estar junto.

Em viagens a Portugal, Marcelo encontra um irmão desconhecido. É Fred, um músico português que tem em Marcelo um dos seus ídolos. Surge a mais concreta amizade que hoje tem mais de uma década.

Mallu aparece e se junta a Marcelo em todas as latitudes que a vida comporta. E, nas muitas viagens transatlânticas, o trio fortalece uma amizade profunda, familiar e artística.

Não muito tempo depois, os três descobrem um comum desejo que, uma vez vislumbrado num dos jantares dos amigos, é irreprimível: querem tocar rock, querem aquecer o corpo e coração, querem perder e ganhar fôlego.

Já haviam caminhado um tanto: Mallu no terceiro álbum, Marcelo vinha de dois discos solo, depois dos Los Hermanos, e Fred acabara de formar o 5-30, e colecionava experiência compondo bandas como Orelha Negra e Laia, além acompanhar o Buraka Som Sistema na bateria.

O recém-inaugurado Estúdio Ia, do próprio Fred e do amigo Bernardo Barata era o cenário perfeito. Nos curtos dias de inverno em Lisboa, lá mergulharam na construção do álbum.

Salta aos olhos a naturalidade do encontro. A fluidez resultante faz difícil crer que é a primeira turnê. A bateria de Fred desperta em Mallu e Marcelo seu lado mais intenso. São vigorosas e pedem dança, mas mantém a seriedade do artista sentimental que há nos três.

As composições de outros trabalhos dos cantores também aparecem no repertório do show, com uma roupagem mais elétrica. Não há silêncio e são raros os sons delicados. São guitarras e pedais de distorção, num improvável encontro de percussões e melodias criativas.

No baixo, Marcos Gerez, integrante do Hurtmold, traz mais peso ao palco, ao lado de Gabriel Mayall (Bubu), do Do Amor. Os dois também estão em casa; Bubu tocava no Los Hermanos, e Marcão acompanhou as turnês do “Sou” e “Toque Dela”.

A Banda do Mar é para cantar junto, para abrir os braços, rir, chorar e dançar. A substância é a força, é o calor, é a simplicidade, é o que há no corpo humano. É a celebração da santíssima trindade: amizade, amor e música.

Nome: Banda do Mar
País: Brasil
Ano de formação: 2014
Integrantes: Mallu Magalhães (vocais, guitarra, violão), Marcelo Camelo (vocais, guitarra, baixo, percussão), Fred (bateria e percussão)
Sucessos: Mais Ninguém, Hey Nana, Dia Clarear

Especial Lollapalooza 2015 – FAR FROM ALASKA

ef6c0a5aea94f63472c477992882d010

Far From Alaska é uma baita banda de rock de Natal/RN, nascida no primeiro semestre de 2012 e formada por Emmily Barreto (vocal), Cris Botarelli (synth, lap steel e voz), Edu Filgueira (baixo), Rafael Brasil (guitarra) e Lauro Kirsch (bateria). O grupo conta com influências tão diversas quanto controversas, resultando em uma proposta bem interessante de um rock forte, com riffs poderosos, sintetizadores marcantes, um vocal único e letras em inglês muito bem elaboradas.

Ao longo de sua curta jornada, a banda coleciona fartos elogios da imprensa e até dos integrantes do conceituadíssimo Garbage. O quinteto assinou com a Deck e lançou seu primeiro CD, “modeHuman”, em Maio de 2014, com 15 faixas gravadas em novembro de 2013 no estúdio Tambor (Deck), no Rio de Janeiro. O registro foi mixado por Pedro Garcia (Planet Hemp) e masterizado por Chris Hanzsek, no Hanzsek Audio (Seattle/EUA).

Nome: Far From Alaska
País: Brasil
Ano de formação: 2012
Integrantes: Emmily Barreto(vocal), Cris Botarelli (sintetizadores), Lauro Kirsch (bateria), Rafael Brasil(guitarra) Eduardo Filgueira (baixo)
Sucessos: Dino vs Dino, Thievery, Deadmen

Fonte:http://www.lollapaloozabr.com/

Especial Lollapalooza 2015 – VICTOR RUIZ AV ANY MELLO

Victor-Ruiz-Any-Mello

Das profundezas da música eletrônica nacional, finalmente emerge mais um artista verdadeiro. Autor de histórias, suas canções transbordam emoção em forma de swing, reinterpretando suas próprias raízes musicais em leituras tão contemporânea quanto futurísticas. Envolvido em um berço de fãs fiéis e crescentes, Victor Ruiz é filho de mãe house e pai techno e um eficiente maestro eletrônico que, do coração a cabeça, prega seus espectadores à pista de dança!

Ao lado da VJ Any Mello, música e imagem formam o casal perfeito em que a sincronia dita a interação com o público e o conteúdo simplesmente o faz dançar. Mas não feche os olhos, pois essa viagem é audiovisual!

Nome: Victor Ruiz e Any Mello
País: Brasil
Ano de formação: 2011
Integrantes: Victor Ruiz (DJ) e Any Mello (VJ)
Sucessos: I Look Into You, Take a Nap, The Riddler

Fonte:www.lollapaloozabr.com

Especial Lollapalooza 2015 – BIG GIGANTIC

Big-Gigantic

Big Gigantic, cuja mistura de batidas alucinantes, baixo estrondoso e frenéticas melodias estabeleceu uma sequência radical desde a sua formação, em 2008, levou o seu som para uma outra dimensão com o lançamento de Noctural, em 2011, que solidificou Big Gigantic como um dos grupos mais importantes no mundo da música eletrônica, dance e hip-hop.

Com um som provocante, reflexivo e ao mesmo tempo dançante, Big faz melodias com batidas viciantes, que não soariam fora do tom como um single de Kanye West ou LCD Soundsystem. Nenhum gênero está fora dos limites para Big Gigantic, que explora diferentes sons, desde o funk ao dubstep, do house ao hip-hop.

Após se graduar em um mestrado em jazz na Manhattan School of Music, Lalli se mudou para Boulder e começou a tocar com Salken, experimentando a ideia de interpretar música tradicional à base de DJ com instrumentos ao vivo. O duo chegou ao hype no início de 2008, fazendo shows locais antes de lançar o álbum de estreia em 2009, Fire It Up, e embarcar em uma turnê completa nos EUA. Desde então, tocaram nos principais festivais dos EUA, como no seu evento anual “Rowdytown”, no Red Rocks Amphitheatre, que teve lotação esgotada em todas as edições desde a sua criação, em 2012.

Os transcedentais shows ao vivo do Big Gigantic são uma mostra da brilhante improvisação e do forte vínculo entre Salken e Lalli, que alternam entre teclado, sax e laptop, construindo uma parede de som futurista que coloca a multidão a seus pés. A maratona de shows apresenta várias canções novas, antigas e inéditas, como também conta com os remixes de “Black and Yellow”, de Wiz Khalifa, “I need a Dollar”, de Aloe Blacc, e “Thugs Notorious”, de Notorious B.I.G.’s.

Nome: Big Gigantic
País: Estados Unidos
Ano de formação: 2008
Integrantes: Dominic Lalli (saxofone e produção) e Jeremy Salken (bateria)
Sucessos: “Sky High”, “The Night is Young”, “Touch the Sky” e “Blue Dream”

Especial Lollapalooza 2015 – FATNOTRONIC

1475906_991884220837224_2967000154996253647_n1

Um integrante do Bonde do Rolê com Killer On The Dancefloor?!?! Gorky e Phillip A. formam assim o FATNOTRONIC: um duo de DJs e produtores que não se prende a rótulos, passeando por todos os estilos e vertentes, criando uma explosão de grooves, ritmos e mashups provenientes da feliz somatória de quem já rodou o mundo com suas outras bandas, se apresentando em festivais como o Coachella, Rock In Rio, Lollapalooza, Sónar, etc…

Não à toa eles foram batizados por Iggor Cavalera (criador do nome) e apadrinhados pelos 2Manydjs, Diplo e Norman Cook. Atualmente o Duo lançou o seu mais novo E.P. pelo selo Chit Chat Records de Los Angeles, com alguns convidados inusitados, e acabaram de fazer um guestmix exclusivo para o programa “Diplo and Friends”, que foi ao ar pela radio inglesa BBC Radio1 e 1Xtra.

Em entrevista recente, Norman Cook (aka Fatboy Slim) cita a música “Margarida”, de Fatnotronic, no ‘TOP 5’ das músicas favoritas que influenciam a sua vida ao lado de artistas como Taking Heads.

Nome: Fatnotronic
País: Brasil
Ano de formação: 2012
Integrantes: Gorky (DJ) Philip A. (DJ)
Sucessos: Margarida, Onda, Two on Two

Fonte:http://www.lollapaloozabr.com/