Eduardo Cunha grava EP: ‘Desde 1991 Esperando Ser Preso’

conversamos-com-eduardo-cunha-autor-do-disco-desde-1991-esperando-ser-preso-body-image-1461002601.jpg

Nem tudo é notícia ruim no que diz respeito à política brasileira. Bom, na verdade é sim, mas a gente pode por um momento fingir que não enquanto escuta o EPDesde 1991 Esperando Ser Preso. Depois do show de horrores que assistimos nesse último domingo (17), na Câmara dos Deputados, é bom poder apreciar um pouco de ironia na forma de hip-hop instrumental e samples de matérias de jornal.

O autor dessa obra-prima política, musical e memética se identifica como Eduardo Cunha e justifica seu anonimato: “Não queria misturar as coisas, até porque nunca misturaria meu projeto pessoal com política — apesar de me manifestar publicamente mais pro lado vermelho da força”, conta Cunha, que afirma ser um produtor do interior de São Paulo. “Essa porra já tá com mais de 3.000 plays, e meus releases ‘oficiais’ raramente batem 1000 em algumas semanas. Essa molecada de hoje em dia só quer saber de memes mesmo.”

O produtor diz ter-se inspirado pela capa do disco, que ele encontrou por aí na internet e achou “meio Beastie Boys”, conta. “Aí conversando com um amigo meu, ele disse: ‘Por que cê não transforma isso num disco de verdade?’ E umas horas depois, tava aí”. Mas o ócio da vida política no Brasil foi o que protagonizou a motivação de Cunha: “Quando a gente tem muito tempo sobrando, principalmente quando se é do meio político nacional, podemos fazer muita coisa. Entre elas lançar um disco de instrumentais. Depois a gente vai roubar um pouco de grana da máquina pública.”

Cunha acredita que Cunha (o real) talvez curtisse o disco se chegasse a escutá-lo: “Talvez ele tenha uma coleção de discos do MF DOOM e a gente nem sabe. Mas eu prefiro achar que não, o cara deve curtir Legião Urbana ou uns modão de viola. Ou talvez o hino do terceiro Reich.” E deixa sua opinião sobre a situação política no Brasil: “Tenho esperança ainda, só que pouca. Mas tento fazer minha parte. E a política tem umas coisas tão ridículas que não tem como não fazer piada.”

A juventude só quer saber de memes, mas talvez essas manifestações meméticas sejam mais eficazes e significativas do que soltar confete em meio a sessão da Câmara dos Deputados. Escute Desde 1991 Esperando Ser Preso:

Desde 1991 Esperando Ser Preso

by Eduardo Cunha

  • Digital Album

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

    Buy Now  $7 USD  or more

    Send as Gift

1.
2.
3.
4.
Anúncios

Willian Martini Racing Party #HOJEEUCELEBRO

TWdSguP7

Muito conhecida no mercado brasileiro pelo vermute, a marca Martini, do portfolio da Bacardi, agora empenha esforços em conquistar o consumidor local com um prosecco e um espumante rosé.

A iniciativa tem merecido ações de marketing especialmente criadas para o mercado brasileiro. Em uma delas, a marca irá monitorar o Twitter para identificar usuários na capital paulista que tenham postado ocasiões de celebração. Valendo de uma promoção no trabalho, encontro com amigos ou simplesmente um dia de folga.

Os eleitos serão surpreendidos com uma entrega especial dos espumantes em scooters “para celebrar all’italiana”. Estão planejadas 40 entregas neste fim de semana, que antecede o GP Brasil de Fórmula-1. Para incentivar as pessoas nas redes sociais, a marca conta com a participação de quatro influenciadores: a chef Paola Carosella; Bruno van Enck, da Barbearia Corleone; o músico e jornalista Lucio Ribeiro; e a YouTuber Dani Noce. A ideia da campanha #martinidelivery veio da BBDO de Londres e é inédita no mundo (os filmes, no entanto, são produção da Paranoid).

Dia 11 de novembro também ocorrerá uma festa com a presença de toda a equipe da escuderia Williams Martini Racing, de Felipe Massa. O evento acontece na Casa Fares, em São Paulo.

“A América Latina impulsiona o consumo de espumantes no mundo e esta forte expansão é representada por um crescimento dez vezes superior à Europa. A oportunidade é enorme, principalmente no Brasil”, afirmou a diretora de marketing da Bacardi, Marcela Rezende, em comunicado. Segundo a executiva, as ações são apenas o começo de um momento novo e importante da marca no País.

Os espumantes Martini estão sendo comercializados nas lojas do Pão de Açúcar e no Pão de Açúcar Delivery, na delicatessem Casa Lisboa, em eventos pela distribuidora King e em estabelecimentos como Alucci Alucci, Alto da Harmonia Bar, Brasserie Des Arts, Zenna Café, Noh Bar, Barê Bar, The View Bar, PJ Clarke’s, Tatini e She Rocks.

Enquanto o vermute Martini é produzido no Brasil há mais de 60 anos os espumantes chegaram ao país somente no fim de 2014, mas dois números animam a Bacardi quanto ao seu potencial: a empresa afirma que Martini é a segunda maior marca da categoria no mundo e o Brasil está entre os dez maiores mercados de espumantes, com consumo ainda crescente dos produtos.

Especial Lollapalooza 2015 – BANDA DO MAR

Banda-do-Mar

A Banda do Mar é feita de histórias simples. Daquelas dos contos simples, da vida de todos os dias. Da vida dos amigos, dos afetos, das partidas e chegadas, das celebrações, da vontade de estar junto.

Em viagens a Portugal, Marcelo encontra um irmão desconhecido. É Fred, um músico português que tem em Marcelo um dos seus ídolos. Surge a mais concreta amizade que hoje tem mais de uma década.

Mallu aparece e se junta a Marcelo em todas as latitudes que a vida comporta. E, nas muitas viagens transatlânticas, o trio fortalece uma amizade profunda, familiar e artística.

Não muito tempo depois, os três descobrem um comum desejo que, uma vez vislumbrado num dos jantares dos amigos, é irreprimível: querem tocar rock, querem aquecer o corpo e coração, querem perder e ganhar fôlego.

Já haviam caminhado um tanto: Mallu no terceiro álbum, Marcelo vinha de dois discos solo, depois dos Los Hermanos, e Fred acabara de formar o 5-30, e colecionava experiência compondo bandas como Orelha Negra e Laia, além acompanhar o Buraka Som Sistema na bateria.

O recém-inaugurado Estúdio Ia, do próprio Fred e do amigo Bernardo Barata era o cenário perfeito. Nos curtos dias de inverno em Lisboa, lá mergulharam na construção do álbum.

Salta aos olhos a naturalidade do encontro. A fluidez resultante faz difícil crer que é a primeira turnê. A bateria de Fred desperta em Mallu e Marcelo seu lado mais intenso. São vigorosas e pedem dança, mas mantém a seriedade do artista sentimental que há nos três.

As composições de outros trabalhos dos cantores também aparecem no repertório do show, com uma roupagem mais elétrica. Não há silêncio e são raros os sons delicados. São guitarras e pedais de distorção, num improvável encontro de percussões e melodias criativas.

No baixo, Marcos Gerez, integrante do Hurtmold, traz mais peso ao palco, ao lado de Gabriel Mayall (Bubu), do Do Amor. Os dois também estão em casa; Bubu tocava no Los Hermanos, e Marcão acompanhou as turnês do “Sou” e “Toque Dela”.

A Banda do Mar é para cantar junto, para abrir os braços, rir, chorar e dançar. A substância é a força, é o calor, é a simplicidade, é o que há no corpo humano. É a celebração da santíssima trindade: amizade, amor e música.

Nome: Banda do Mar
País: Brasil
Ano de formação: 2014
Integrantes: Mallu Magalhães (vocais, guitarra, violão), Marcelo Camelo (vocais, guitarra, baixo, percussão), Fred (bateria e percussão)
Sucessos: Mais Ninguém, Hey Nana, Dia Clarear

Especial Lollapalooza 2015 – FAR FROM ALASKA

ef6c0a5aea94f63472c477992882d010

Far From Alaska é uma baita banda de rock de Natal/RN, nascida no primeiro semestre de 2012 e formada por Emmily Barreto (vocal), Cris Botarelli (synth, lap steel e voz), Edu Filgueira (baixo), Rafael Brasil (guitarra) e Lauro Kirsch (bateria). O grupo conta com influências tão diversas quanto controversas, resultando em uma proposta bem interessante de um rock forte, com riffs poderosos, sintetizadores marcantes, um vocal único e letras em inglês muito bem elaboradas.

Ao longo de sua curta jornada, a banda coleciona fartos elogios da imprensa e até dos integrantes do conceituadíssimo Garbage. O quinteto assinou com a Deck e lançou seu primeiro CD, “modeHuman”, em Maio de 2014, com 15 faixas gravadas em novembro de 2013 no estúdio Tambor (Deck), no Rio de Janeiro. O registro foi mixado por Pedro Garcia (Planet Hemp) e masterizado por Chris Hanzsek, no Hanzsek Audio (Seattle/EUA).

Nome: Far From Alaska
País: Brasil
Ano de formação: 2012
Integrantes: Emmily Barreto(vocal), Cris Botarelli (sintetizadores), Lauro Kirsch (bateria), Rafael Brasil(guitarra) Eduardo Filgueira (baixo)
Sucessos: Dino vs Dino, Thievery, Deadmen

Fonte:http://www.lollapaloozabr.com/

Especial Lollapalooza 2015 – VICTOR RUIZ AV ANY MELLO

Victor-Ruiz-Any-Mello

Das profundezas da música eletrônica nacional, finalmente emerge mais um artista verdadeiro. Autor de histórias, suas canções transbordam emoção em forma de swing, reinterpretando suas próprias raízes musicais em leituras tão contemporânea quanto futurísticas. Envolvido em um berço de fãs fiéis e crescentes, Victor Ruiz é filho de mãe house e pai techno e um eficiente maestro eletrônico que, do coração a cabeça, prega seus espectadores à pista de dança!

Ao lado da VJ Any Mello, música e imagem formam o casal perfeito em que a sincronia dita a interação com o público e o conteúdo simplesmente o faz dançar. Mas não feche os olhos, pois essa viagem é audiovisual!

Nome: Victor Ruiz e Any Mello
País: Brasil
Ano de formação: 2011
Integrantes: Victor Ruiz (DJ) e Any Mello (VJ)
Sucessos: I Look Into You, Take a Nap, The Riddler

Fonte:www.lollapaloozabr.com

Carla Schwiderski – The Experience

10881712_842738102415851_532656883713894011_n

Esse vídeo conta a trajetória da Top Dj Carla Schwiderski em sua nova experiência musical pelo mundo. Ela partiu em busca de novas inspirações sonoras para enriquecer ainda mais suas performances bombásticas nas pistas. Nessa grande jornada, Carla passou por grandes Festivais internacionais como Burning Man, Califórnia, San Francisco, NY, Londres e muito mais. We ❤ her!

#CarlaSchwiderski #sound #world #BurningMan #California #SanFrancisco #jornada #musicjorney #sonoras #beats #TopDj #experience #music #eletronicmusic #woman #womandj #NY #London #inspiração #inspiration

Wild Boy está a solta!

1234447_263365660491623_580086866_n

A festa de lançamento do Clipe Wild Boy de Lia Paris foi um sucesso! Muitos artistas e famosos vieram prestigiar o evento, que contou com delicioso Coquetel das Labels italianas Amarena Fabbri e Astoria Spumante. A música escrita por ela e Marcelo Jeneci, ganhou vida na direção de Lee Peterkin. O clipe conta a história de um amor revolucionário vivido por ela e André Ziehe em meio a protestos em NY City. Veja as fotos do evento no Site da Folha Ilustrada:

http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/23704-cantora-lia-paris-lanca-videoclipe#foto-374356

Lia Paris, que promete ser a grande revelação da música no Brasil, deixou todos impressionados com o seu novo e dançante show autoral. As segundas feiras de março ela se apresenta no Piano Bar do Terraço Itália. E para quem ainda não viu, enjoy Wild Boy!