Wild Boy está a solta!

1234447_263365660491623_580086866_n

A festa de lançamento do Clipe Wild Boy de Lia Paris foi um sucesso! Muitos artistas e famosos vieram prestigiar o evento, que contou com delicioso Coquetel das Labels italianas Amarena Fabbri e Astoria Spumante. A música escrita por ela e Marcelo Jeneci, ganhou vida na direção de Lee Peterkin. O clipe conta a história de um amor revolucionário vivido por ela e André Ziehe em meio a protestos em NY City. Veja as fotos do evento no Site da Folha Ilustrada:

http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/23704-cantora-lia-paris-lanca-videoclipe#foto-374356

Lia Paris, que promete ser a grande revelação da música no Brasil, deixou todos impressionados com o seu novo e dançante show autoral. As segundas feiras de março ela se apresenta no Piano Bar do Terraço Itália. E para quem ainda não viu, enjoy Wild Boy!

Anúncios

O Retorno de Saturno

Lia e Samuel Rosa Estúdio

Algumas pessoas tem uma energia tão forte, um desejo tão intenso que por isso atraem e realizam coisas incríveis para si e para o mundo. Esse é o caso de Lia Paris. Simplesmente autentica, por onde passa essa mulher furacão meche todas as coisas de lugar e  enche tudo com a sua luz ao ponto de ficar entediante quando se vai.

Depois de abalar em sua turnê pela Europa e NY onde gravou o Clip de Wild Boy,  música que compôs com Marcelo Jeneci,  preparava-se para a estréia de sua coleção de Beachwear para o Café de la Musique  e sua temporada de shows no Réveillon de Trancoso. Foi quando uma coisa incrível aconteceu…

Samuel Rosa ouviu o som de Lia Paris e adorou. E foi assim que ela recebeu o convite para compor duas músicas para o novo álbum do Skank.

 Sentindo-se abençoada sob o céu da Bahia, depois de cantar com Elba Ramalho, Tonny Garrido, fazer um Live com o Bushwacka e chamar a atenção de Sonia Racy e virar página de jornal, Lia escreveu uma música inspirada no turbilhão de sentimentos provocados pelo Retorno de Saturno.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na última terça-feira Lia embarcou rumo á Belo Horizonte para gravar sua participação especial no novo Cd do Skank. Ela conta que cantar com Samuel foi uma experiência mágica da qual jamais esquecerá.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma estrela é assim. De seu coração nascem as coisas que iluminam o mundo e mesmo de muito longe sente-se  seu brilho e seu magnetismo. Compondo e cantando sobre experiências reais, Lia Paris está trabalhando em seu primeiro disco autoral e por conta de seu carisma, grandes nomes da música realizam participações especiais.

Seu EP com três músicas, foi produzido por Dudu Aram e Antônio Pinto, será lançado em breve com as faixas Azul e Flores, Wild Boy escrita por ela em parceria com Marcelo Jeneci e Sua Constelação que conta mais uma vez com a participação de Marcelo e Zélia Duncan, a bateria hipnótica de Fredo Ortiz dos Beastie Boys e guitarra marcante do músico Edgard Scandurra.

Se você ainda não ouviu falar de Lia Paris, isso é por pouco tempo, o talento dela promete estourar nas paradas de sucesso. Ouça porque no SoundCloud da cantora.

1497593_10201215753491485_12661197_n

1960 – O carnaval Carioca por Willy Rizzo

E6GDGmk - Imgur

Ele já foi fotojornalista de conflitos, fotógrafo de design, de moda, retratista e no meio disso tudo encontrou tempo para dar um pulinho no Rio de Janeiro e clicar imagens inesquecíveis do carnaval, em meados da década de 1960.

O fotógrafo italiano Willy Rizzo faleceu no ano passado, mas deixou um legado de registros e imagens, que inclui essas fotos nostálgicas do verde e amarelo desfilando pela Avenida Rio Branco.

O Som Performático dos Mustache & Os Apaches

1925302_619698338083503_983161860_n

Foi nas ruas de São Paulo que a banda Mustache & Os Apaches nasceu. Incorporando influências dos espetáculos circense, burlesco e das Jug Bands norte-americanas (bandas surgidas na década de 1920 que usavam instrumentos improvisados, como moringas e tábuas de lavar para criarem música), esses cinco músicos começaram a tocar em lugares inusitados da cidade e conquistaram seu público. Transformando escadarias, parques, calçadas e parques em palco de show.

O som de Axel Flag (vocal e ganzá), Jack Rubens (bandolim, violão e voz), Lumineiro (washboard e voz), Pedro Pastoriz (banjo, violão, kazoo e voz) e Tomas Oliveira (contrabaixo, kazoo e voz), é uma combinação de jazz, gypsy, blues, jazz e música folk. Mas segundo eles, não existe receita para a criação de sua música: naturalmente, os rapazes incorporam os diferentes estilos e criam um som único e envolvente.

Com muita espontaneidade e irreverência, a Mustache & os Apaches já rodou o Brasil e a Europa realizando shows que são verdadeiros espetáculos, sempre com muito improviso e contato com o público, sem perder a cara de “banda de rua”. Mais importante do que o sucesso conquistado, os cinco músicos gostam de ver o público dançando, se divertindo e fazendo parte do show. . Veja como tudo isso fica evidente no clip da banda:

http://www.youtube.com/watch?v=oaQSJh9gINY

No final do ano passado, eles produziram seu primeiro disco “Mustache & os Apaches”. O lançamento aconteceu no Auditório Ibirapuera, em um dos maiores shows já realizados pela banda. O disco está disponível para download gratuito – o que segundo os músicos deveria ser a regra geral sobre compartilhamento de conteúdo. O visual da banda e as referências musicais podem ser retrô, mas eles com certeza estão alinhados com as tendências atuais.

Para o futuro, a banda começa a idealizar o próximo disco, enquanto segue realizando shows, participando de festivais e promovendo seu som irreverente e contagiante. Além de trazer ainda mais criatividade e diversão para cena musical brasileira.

Far, far from land – Amor de sereia

Kristen-McMenamy-by-Tim-Walker-for-W-Far-Far-From-Land-16

Em seu último trabalho, o fotógrafo e contador de histórias Tim Walker nos apresenta uma história de amor de uma sereia  chamada “Longe, longe de terra” destaque na edição de dezembro 2013 W Magazine estrelado por Kristen McMenamy.

Brilhantemente talentoso, o diretor criativo Tim Walker retratou uma história de amor entre uma sereia azul e sua dor de cabeça por um homem que vive na terra, uma dor que ela reconta na natureza da emoção e da bela poesia: “O que nós consideramos belo aqui no oceano, seu rabo de peixe, encontra-se feio na terra “.

Ferida por ser rejeitado por seu único e verdadeiro amor, mas também de frente para o fato doloroso de que existe um oceano inteiro entre eles, é apresentado lindamente pelo modelo americano Kristen McMenamy no país das fadas de Tim Walker.

Feições andróginas de McMenamy são reforçadas pelo artista make-up Stephane Marais, enquanto seu cabelo loiro sonhador foi criado por Julien d’Ys. O Stylist Jacob K foi quem reuniu as peças fascinantes que complementaram fishtail da McMenamy perfeitamente.

As 12 Constelações

Áries

Áries

O fotógrafo polonês Askadiusz Branicki crê que cada pessoa pode usar seu corpo para demonstrar diversas manifestações de criatividade. E que isso pode ser ainda mais acentuado se ela estiver nua. E mais ainda se soubermos seu signo.

Para ilustrar isso, ele criou a série fotográfica  “Zodiac”, em que mulheres posam como se fossem os símbolos das 12 constelações e seus respectivos signos. O resultado desse novo horóscopo pode ser conferido na galeria abaixo.

33 momentos que definem como será o próximo SPFW

E como quem não quer nada, lá vem chegando o SPFW de novo.

Hora de polir os óculos escuros.

E respirar fundo.

Olhar o line-up e confirmar: não tem mesmo desfile da Neon

Mas Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho estão de volta!

Alguns desfiles incríveis…

… outros nem tanto.

E outros com um casting… interessante.

No fim de semana anterior, a missão é checar o guarda-roupa.

E…

Sempre cogitamos um look bafo.

Mas estamos trabalhando, né? Melhor usar algo mais prático.

Aí a gente chega no Parque Villa Lobos e não tem UMA sombra.

E ainda esquecemos de fazer o credenciamento.

Tudo bem, todo mundo bem-humorado para a Animale, que abre os trabalhos.

E mais bom humor, afinal são VINTE E CINCO desfiles em cinco dias.

Aí, logo depois do primeiro desfile, alguém pergunta: quais as TENDÊNCIAS da estação?

Sério, quem é que ainda liga para TENDÊNCIA?

E a gente ainda tenta comer uma coisinha e… o restaurante é o Figueira Rubayat!!!

A terça-feira é longa e começa cedo, com Alexandre Herchcovitch no Teatro Municipal.
Hora de disfarçar a cara de sono.

De tarde, além dos desfiles, a modelo Michelli Provensi lança seu livro. ❤

Já na terça de noite, hora de escolher:
Ficar para ver o desfile de Juliana Jabour OU partir para a festa da Chanel na Oca?

Ou os dois!

Mas sem ressaca no dia seguinte.

Quarta tem desfile-show-performance-apresentação do Fause Haten.
E ele só vai divulgar o lugar na hora.

Quinta-feira, 10h30: Pedro Lourenço faz desfile na FAAP.
Tomara que não chova, né? Porque aquelas escadas…

Em algum momento VAI chover – e vamos todos ficar ilhados depois do último desfile.

Aí, também na quinta, tem o retorno de Gisele Bündchen. Na Colcci. DE NOVO.

Mas depois do desfile, todo mundo sai meio assim.

No fim da sexta-feira, bate aquele cansaço.

Mas aí você lembra que na outra semana tem… Fashion Rio!

E ainda tem que fazer lista de tendências, porque as pessoas não param de pedir!

No meio disso tudo, Gloria Kalil está na Turquia… Volta, Gloria!