Cases de Economia Criativa

ECONOMIA DA CULTURA ESTÁ NA MODA
Economia da cultura é um tema que não pode ficar de fora do Planejamento governamental, pois cada vez mais esse filão sócio-mercadológico vai influenciar na geração de emprego e renda. Governos modernos e “antenados” com os novos tempos precisam dar a devida atenção a essas questões, pois a indústria cultural e de entretenimento gera bilhões de dólares em riqueza em todo o mundo.
Não bastasse o volume de recursos que movimenta, a Cultura ainda se trata de uma fonte limpa de desenvolvimento: não desmata, não polui, não gera doenças. Pelo contrário: investir em cultura é criar uma vitrine atrativa para pessoas de bom gosto que estão espalhadas pelo mundo em busca de opções de lazer e com dinheiro no bolso para gastar. Não tenho mais dúvidas. Para manter ativa uma rede de fomento econômico e social, a inovação deve ser um dos elementos centrais de convergência para superar o desafio de tecer as articulações estratégicas.

Esta leitura pode ser considerada uma das essências, um dos eixos para se estruturar uma região do conhecimento de fomento econômico e social. O mapeamento de instituições com afinidades com esta proposta é lição de casa número um. Outro trabalho é entender a lógica da economia criativa da nova economia. Neste post fazemos um passeio por cases de sucesso nesta área.

FUNDOS DE PROJETOS E INVESTIMENTOS

O Brasil Foundation é uma das referências do setor social, incentivando tecnologias sustentáveis. Todas as organizações interessadas podem apresentar projetos que visam transformar comunidades em todo o Brasil.A instituição disponibiliza bancos de projetos e recepciona projetos na linha da economia criativa.

Mas Economia Criativa vai além dos aspectos de desenvolvimento social. Este conceito também está diretamente relacionado ao mundo dos negócios. Na área cultural, a ArtRio é uma marca construída para movimentar o mercado de arte contemporânea, ligada à imagem do Rio de Janeiro. Esta é uma das dimensões da economia criativa que alia arte, negócios, cultura e turismo.

Já a Art Sp dá um zoom no design e fotografia. Um evento altamente especializado que trabalha com referências de alto valor agregado, promovendo reflexões no setor. Um dos “cases” de sucesso na economia criativa que aliou turismo, cidadania, educação, economia solidária e valorização do patrimônio é o Instituto Inhotim. O foco no desenvolvimento regional no turismo, promovendo a capacitação garantiu articulações com os demais setores da economia.

Mas o assunto de economia criativa é muito amplo. Formatar estratégias de relacionamento em rede é um desafio. O Itsnoon desenvolveu uma moeda de relacionamento para estimular o relacionamento entre artistas, empresas e pessoas para criar oportunidades de aprendizagem e trabalho em rede. A idéia do site Mobz é mobilizar pessoas interessadas em assistir um filme ou show. A formação de grupos em torno de um título facilita a articulação para viabilizar este evento. Interessante…

NOVAS OPORTUNIDADES

Imagine um site que facilita a edição do seu livro. Sim, todo o processo de edição e distribuição resolvidos. Esta é a proposta do site Bookers. Uma idéia DNA de economia criativa. Outra proposta simples e direta direcionada para desenvolvedores é o site Laboratório de Garagem, que promove o trabalho colaborativo. Já o portal Makaha é uma empresa que busca descobrir e investir em projetos que tenham potencial de se transformarem em negócios. Lá, qualquer pessoa pode direcionar alguma apostar em idéias criativas. E para os empreendedores culturais do site Espaçonave oferece espaço para compartilhamento de experiências.

E todas estas referências dão conta que as mobilizações em redes de fomento ganham força. O site Cidades Inovadoras trabalha justamente com o conceito de desenvolvimento social urbano. Enfim, todos estes “cases” ilustram a economia criativa. Frente a tantas referências o fundamental neste momento é trabalhar a cultura digital na organização em rede.

Quando falamos em região do conhecimento nos referimos à formação de redes de cooperação em torno de setores econômicos específicos. No entanto, para difundir a cultura digital, cenários devem ser desenhados e as tendências investigadas para que exista engajamento. Estas redes são formas de organização da produção com foco no mercado, no relacionamento com os consumidores. A inovação deve estar presente considerando todos os processos do ciclo de um produto ou serviço.

Este post contou com o suporte de pesquisa Maurício Augusto Sampaio Pinto, gestor do Grupo Economia Criativa do Hub de Cultura Digital. Ele é designer gráfico e autor deste trabalho.

Anúncios

Há outro mundo que nos espera. Esse mundo de merda está grávido de outro.

O escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano, autor de mais de 40 livros, entre eles a grande obra As veias abertas da América Latina, passeando pela praça Cataluña em Barcelona, durante uma das Acampadas – impressionante movimento de ocupação e protestos protagonizados pelos jovens espanhóis este ano  foi abordado pelos organizadores e deu uma entrevista. De forma espontânea desabafou o que considero ser uma das melhores sínteses desse atual momento de transformação do mundo.

Amor & Criatividade

Robert Happé nasceu em Amsterdã na Holanda. Estudou religiões e filosofias na Europa e dedicou-se desde então a descobrir o significado da vida. Estudou também Vedanta, Budismo e Taoísmo no Oriente durante 14 anos, tendo vivido e trabalhado com nativos de diferentes culturas de cada região onde esteve – Índia, Tibete, Cambodja e Taiwan.

Em seu retorno à Europa, sentiu necessidade de compartilhar o conhecimento adquirido e suas experiências de consciência. A partir daí, trabalhou em várias universidades, e tem trabalhado continuamente com grupos de pessoas interessadas em autoconhecimento e desenvolvimento de seus próprios potenciais como seres criadores.

Desde 1987 vem compartilhando informações em forma de seminários e workshops em países da Europa, na África do Sul, nos EUA, na Austrália, e no Brasil.Seu trabalho é independente, estando desvinculado, sob todo e qualquer aspecto, de organizações religiosas, seitas, cultos e outros grupos.

Este video trata de de Amor e Criatividade, entre muitas outras coisas. De acordo com os ensinamentos do Sr. Robert, a educação está relacionada com a aprendizagem. Nenhuma pessoa poderia ficar sem a possibilidade de aprender em nenhum momento da sua existência. O aprendizado é como uma onda, que faz um movimento em direção aos objetivos de todas as almas, que é reintegração com o Todo.

Assim, aprendendo como funciona o processo criativo, os ensinamentos e as práticas cada um é capaz de experimentar e conhecer as suas próprias capacidades criativas.

 Para ele, chegou a hora de reorganizar o sistema educacional e oferecer um currículo que realmente informe e eduque. Um bom currículo oferece um equilíbrio entre o reconhecimento das nossas principais aptidões, do conhecimento geral, e da busca do sentido da vida. A exploração e re-exploração de conceitos e idéias conscientes levarão as pessoas à apreciarem idéias que transcendam as regras e barreiras sociais.

Somos todos seres divinos com acesso à consciência criativa, mas precisamos aprender a usá-la. Essa é a razão de estarmos encarnamos, afinal a encarnação é a maneira de evoluirmos espiritualmente e poder eventualmente contribuir para a expansão do processo criativo e da evolução da espécie.

Todos queremos ser jovens

O filme ‘We All Want to Be Young’ (‘Todos Nós Queremos Ser Jovens’).é o resultado de diversos estudos realizados pela BOX1824 (empresa de pesquisa especializada em tendências de comportamento e consumo) nos últimos 5 anos, onde aborda as características dos jovens da geração Y, e o que esses jovens de 18 a 24 anos significam para o mercado.

Este filme possui licença aberta pelo Creative Commons.

Roteiro e direção: Lena Maciel, Lucas Liedke e Rony Rodrigues.

O sonho brasileiro

100 anos de Estilo!

100 anos de estilo e dança! Essa é a ideia do viral criado pela rede de shoppings Westfield Stratford para o lançamento de mais uma unidade na capital inglesa. Celebrando as mudanças de estilos, a música também foi pensada para refletir as diferentes épocas. O vídeo foi filmado durante 4 dias em vários cenários da região leste de Londres e foram feitas centenas de trocas de roupas para o efeito final: 100 anos do estilo de East London em 100 segundos!

O mundo contra Belo Monte!

Mobilização global contra Belo Monte

No próximo sábado, 20/08, o Brasil vai às ruas para protestar contra a destruição da Amazônia. E diversos países nos cinco continentes realizam atos de solidariedade em frente às Embaixadas/Consulados brasileiros no dia 22/08.
Nos últimos meses, a população brasileira vem testemunhando sucessivas agressões contra a Amazônia e os povos da floresta:

1. O governo autorizou o início da construção da usina de Belo Monte, no rio Xingu
2. A Câmara dos Deputados aprovou mudanças no Código Florestal que diminuem a proteção das nossas matas
3. Lideranças comunitárias na Amazônia continuam sendo vítimas de assassinato e violência na região

Vivemos um momento politico bastante complexo e delicado, que pode definir o futuro da humanidade. Chega de destruição na Amazônia.
O projeto Belo Monte é um exemplo cabal de ineficiência energética: apesar da propaganda do governo de que será a 3ª maior hidrelétrica do mundo (em tamanho), produzirá, em média, apenas 39% da eletricidade que promete. Além disso, é um projeto absurdamente caro (cerca de R$ 30 bilhões, dos quais 80% são dinheiro do povo, a ser desembolsado pelo BNDES), e foi imposto pelo governo através de um processo brutal de sucessivas violações da legislação e da Constituição nacionais, e de acordos e tratados internacionais.
Acima de tudo, porém, o projeto de Belo Monte vai impactar de forma irremediável a vida das populações locais, da fauna e da flora do Xingu, destruindo e secando parte de um dos mais belos e ricos rios do mundo, e transformando a região em terra arrasada. E os reflexos já são visíveis: Altamira foi campeã de desmatamento nesse primeiro semestre.
Um número cada vez maior de brasileiros está saindo às ruas para exigir a proteção do nosso maior patrimônio socioambiental: a floresta amazônica e respeito aos direitos humanos; e conta com a solidariedade da comunidade internacional. Juntos, podemos fazer a diferença!
Você pode ajudar a proteger a Amazônia
Diversos protestos estão sendo organizados no Brasil. O próximo sábado, 20/08, será marcado por atividades contra a construção de Belo Monte e contra as mudanças no Código Florestal em diversos estados.
E, no dia 22/08, diversos países nos cinco continentes vão mostrar sua solidariedade ao povo brasileiro, protestando em frente às Embaixadas/Consulados Brasileiros ao redor do mundo.
Participe!

1. Abaixo, você encontra a lista das atividades programadas no Brasil (20/08) e internacionalmente (22/08)
2. Se você tiver informações adicionais sobre cidades, países, locais e horários de protestos e concentrações, por favor, encaminhe para o email: campanhaxingu@gmail.com.
3. Registre sua atividade com fotos e vídeos, e envie para: campanhaxingu@gmail.com, Xingu Vivo no Facebook e @xinguvivo.

O Xingu agradece!

20 de agosto (sábado)
Cidade Local Hora No Facebook
Belém (PA) Praça da República, em frente ao Teatro da Paz rumo ao Ver o Peso 8h30 Confirme sua participação
Brasília (DF) Em frente ao congresso nacional 14h Confirme sua participação
Fortaleza (CE) Praça José de Alencar 13h Confirme sua participação
João Pessoa (PB) Feirinha de Tambaú 14h Confirme sua participação
Recife (PE) Praça do Derby 14h Confirme sua participação
Rio de Janeiro (RJ) Posto 4, na Av. Atlântica em Copacabana 14h Confirme sua participação
Salvador (BA) Praça Campo Grande, até a Praça Municipal 14h Confirme sua participação
Santarém (PA) Praça da Matriz, com caminhada pela orla da cidade até o ‘Mascotinho’ 18h Confirme sua participação
São Paulo (SP) Av. Paulista, em frente ao MASP 13h Confirme sua participação
Florianópolis (SC) Em frente ao TICEN 9h Confirme sua participação
Baixe aqui o planfleto feito pelo Movimento Brasil pela Vida nas Florestas e leve para o evento na sua cidade!
Around the world
August 22 (Mon)
Country City Location Time
Australia Canberra, ACT Brazilian Embassy – Canberra. 19 Forster Crescent, Yarraluma 1pm + info
Canada Toronto, Ontario Embassy of Brazil in Toronto – 77. Bloor Street West, Suite 1109 3pm + info
England London Embassy of Brazil London 1pm + info
France Paris Court of Human Rights, Place du Trocadéro 3pm + info
Germany Berlin Brazilian Embassy in Berlin 2:30pm + info
Iran Tehran
Netherlands Hague Brazilian Embassy in the Hague, Netherlands 8:30am + info
Portugal Lisbon Brazilian Consulate ((Saturday, 20)) 3pm + info
Scotland Edinburgh From Carlton Hill to the Meadows 12pm + info
Taiwan Taipei Nearest embassy or consulate 2pm + info
Turkey Ankara Brazilian Embassy, Ankara 11pm + info
United States Washington, DC Brazilian Embassy in Washington D.C – Georgetown 12:30pm + info
United States Salt Lake City, Utah Utah Brazilian Consulate, 180 South 300 West, Suite 130 TBD + info
United States New York City, NY Brazilian Consulate, Ave. of the Americas and 47th St. NYC 12pm + info
United States San Francisco San Francisco Brazilian Consulate – 300 Montgomery street, Suite 900, San Francisco, CA 94104 8am + info
Mexico Guadalajara Brazilian Consulate in Guadalajara 12:30pm + info
Wales Wrexham 1pm + info
United States Miami Lincoln Rd & Washington Ave – Miami Beach ((Saturday, 20)) 6pm + info
Denmark Copenhagen Rådhuspladsen KBH 4:30pm + info
Noruega Oslo Brazilian Embassy in Oslo 10pm + info