Eduardo Cunha grava EP: ‘Desde 1991 Esperando Ser Preso’

conversamos-com-eduardo-cunha-autor-do-disco-desde-1991-esperando-ser-preso-body-image-1461002601.jpg

Nem tudo é notícia ruim no que diz respeito à política brasileira. Bom, na verdade é sim, mas a gente pode por um momento fingir que não enquanto escuta o EPDesde 1991 Esperando Ser Preso. Depois do show de horrores que assistimos nesse último domingo (17), na Câmara dos Deputados, é bom poder apreciar um pouco de ironia na forma de hip-hop instrumental e samples de matérias de jornal.

O autor dessa obra-prima política, musical e memética se identifica como Eduardo Cunha e justifica seu anonimato: “Não queria misturar as coisas, até porque nunca misturaria meu projeto pessoal com política — apesar de me manifestar publicamente mais pro lado vermelho da força”, conta Cunha, que afirma ser um produtor do interior de São Paulo. “Essa porra já tá com mais de 3.000 plays, e meus releases ‘oficiais’ raramente batem 1000 em algumas semanas. Essa molecada de hoje em dia só quer saber de memes mesmo.”

O produtor diz ter-se inspirado pela capa do disco, que ele encontrou por aí na internet e achou “meio Beastie Boys”, conta. “Aí conversando com um amigo meu, ele disse: ‘Por que cê não transforma isso num disco de verdade?’ E umas horas depois, tava aí”. Mas o ócio da vida política no Brasil foi o que protagonizou a motivação de Cunha: “Quando a gente tem muito tempo sobrando, principalmente quando se é do meio político nacional, podemos fazer muita coisa. Entre elas lançar um disco de instrumentais. Depois a gente vai roubar um pouco de grana da máquina pública.”

Cunha acredita que Cunha (o real) talvez curtisse o disco se chegasse a escutá-lo: “Talvez ele tenha uma coleção de discos do MF DOOM e a gente nem sabe. Mas eu prefiro achar que não, o cara deve curtir Legião Urbana ou uns modão de viola. Ou talvez o hino do terceiro Reich.” E deixa sua opinião sobre a situação política no Brasil: “Tenho esperança ainda, só que pouca. Mas tento fazer minha parte. E a política tem umas coisas tão ridículas que não tem como não fazer piada.”

A juventude só quer saber de memes, mas talvez essas manifestações meméticas sejam mais eficazes e significativas do que soltar confete em meio a sessão da Câmara dos Deputados. Escute Desde 1991 Esperando Ser Preso:

Desde 1991 Esperando Ser Preso

by Eduardo Cunha

  • Digital Album

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

    Buy Now  $7 USD  or more

    Send as Gift

1.
2.
3.
4.
Anúncios

O Instante Decisivo, por Elliott Erwitt

97c9669c01b9143a268bf27097877607_L
Elliott Erwitt  é publicitário e fotógrafo documental  conhecido por suas fotografias em preto e branco que captam, pessoas e situações no dia-a-dia de uma forma irônica e espontânea. É  também um dos poucos fotógrafos que se dedicou ao sorriso na fotografia. Suas imagens são marcantes, sua composição tem harmonia e equilíbrio entre os elementos, Elliott  é discípulo  do “Instante Decisivo” de Henri Cartier-Bresson.

Nascido em 1928, em Paris, filho de emigrantes russos, Erwitt se estabeleceu nos EUA, desde 1941. Formado em cinema, entrou na mitológica agência Magnum Photos a convite de um de seus fundadores, Robert Capa, em 1953, e desde então tem sido um membro de grande prestígio.

Elliott Erwitt teve exposições individuais em importantes museus e galerias de todo o mundo e fotografou  rostos conhecidos como Marilyn Monroe e Che Guevara.

Sobre o humor e a ironia presentes em suas fotografias Elliot Erwitt diz: “Algumas pessoas dizem que minhas fotos são tristes, alguns pensam que são  engraçadas. Engraçado e triste, não são realmente a mesma coisa?”.