Só se abre por Amor

1939998_652766428093705_160246668_n

A fabricante de lingieries japonesa Ravijour quer que suas clientes só façam sexo por amor. Ao menos é o que parece com a criação do “True Love Tester”, um sutiã que só se abre se os batimentos cardíacos da mulher acusarem o sentimento.

A peça tem um sensor de frequência cardíaca, que é enviada via Bluetooth para um aplicativo de celular. O programa compara a sensação da mulher a atividades como fazer compras, assistir a um filme de terror, fazer exercícios, entre outras. Se o amor for detectado, o sutiã se abre automaticamente.

O produto pode causar situações constrangedoras, como um sutiã que se abre no meio de uma festa, ou até na rua.

Confira o vídeo promocional do “True Love Tester”:

Tecnologias interativas -Instalação Wave Dilfert

wave2

Mais um exemplo  de uma instalação interativa que reage a movimentos e mudanças de luz criando ambiente imersivos. Com o advento das novas tecnologias de comunicação e informação, novos cenários evolutivos designados de espaços virtuais imersivos foram sendo desenvolvidos, modificando a cultura de forma surpreendente, um novo contexto ganha dimensão a partir das imagens, estabelecendo-se novas formas de interação.

O ambiente da arte, ao buscar estados carregados de subjetividade, é um campo fértil para pesquisas nesta direção que voltam-se a aspectos poéticos, artísticos e estéticos de sistemas complexos interativos e imersivos.

Os resultados vêm contribuindo para a pesquisa científica e para a arte contemporânea brasileira e internacional através de criação artística com poéticas tecnológicas no campo da ciberestética. Verificam-se modos de sentir ampliados pelas tecnologias interativas e imersivas neste momento pós-biológico, onde o corpo age, pensa e sente acoplado a sistemas computadorizados.