I see people in the crowd

6-652x433

Guilherme Kramer é paulista e veio do mundo publicitário pra marcar o campo da ilustração, do street art e da pintura com o seu trabalho minucioso, detalhista, compulsivo e brilhante.

Conhecido pelos murais e peças em grandes formatos onde desenha milhares e milhares de pequenos rostos expressivos e detalhados, ele foi um dos vencedores do projeto Havaians + IdeaFixa, ilustrador do Estadão, já colaborou com marcas como a Reserva e mais recentemente com a Streettoo e oStree2lab, teve inúmeras exposições individuais pelo Brasil e pelo mundo, e agora está abrindo aexposição Humanhood em Hong Kong na galeria de arte Toof Contemporary, onde ele também realizou um live-painting desenhando os rostos dos visitantes da expo. Aproveitando a visita asiática, o artista também vai realizar um workshop de arte urbana esse sábado, 5 de Outubro.

Compartilhamos aqui as imagens do processo dessa obra recente incrível, Con la gente me gusta.

Anúncios

Campeonato Americano de Barba e Bigode

555067_715020638524302_2012588762_n-580x434

O Campeonato Americano de Barba e Bigode é um evento onde você poderá encontrar pessoas com um visual um pouco diferente do que esta acostumado no dia a dia. Enquanto a maioria dos homens opta por fazer a barba para um visual “limpo”, estes homens caminham no sentido contrário, eles cultivam seus emaranhados de pelos de uma forma quase artística. Trançando linhas e modelos diferentes para seus bigodes e barbas, com o objetivo de conseguirem ser bem qualificados e ter seu trabalho reconhecido, neste campeonato que acontece a anos nos Estados Unidos.

Fotos:Greg Anderson,

Escorregadores urbanos, já!

Escorregadores3

Aproveitando o clima de protesto, poderíamos incluir essa na nossa pauta para agilizar o cotidiano. Certamente não agradaria a todos, mas que é divertido e permite acelerar um pouco o nosso dia-a-dia, disso não há dúvidas. Em várias cidades do mundo, têm sido construídos escorregadores urbanos ao lado de escadas – assim uma tarefa normal do cotidiano vira rapidamente um momento divertido.

Em Utrecht, na Holanda, o escorregador é grande atração em uma estação de trem. Já em Berlim, Alemanha, foi no metrô que ele apareceu e a verdade é que, além do momento lúdico, o escorregador permite melhorar o fluxo dos passageiros.

Assista ao vídeo na estação de metrô da capital alemã: impossível não amar a ideia.

Um dia com Lia Paris

lia01

Ontem foi dia de shooting para a marca de biquínis Vintage Style com o renomado fotógrafo Angelo Pastorello. E para isso Lia Paris, que é estilista e garota propaganda de sua própria marca, reuniu uma equipe de peso para realizar esse trabalho. A Coleção é inspirada nos biquínis usados por Pin Up’s , são releituras que trarão cores e estampas fortes. Sucesso não só aqui no Brasil, a Vintage Style acaba de pisar na Europa com destino a Londres, Sait Tropez e Biarritz.

Lia Paris é uma jovem com muita bagagem e estórias para contar. Formada em moda pela Santa Marcelina, a cantora e compositora, já foi editora chefe de uma revista de moda, cultura e noite, é habitue da badalação noturna, entrevistou artístas como Marky Ramone, escreveu matérias sobre as melhores festas da cidade e organizou muitos eventos e festas neste período.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vocalista da banda Paris le rock que compõe um disco-punk em francês e português, faz a pista ferver nos shows visuais com figurinos fashion e parcerias com marcas e estilistas importantes. Sempre com looks modernos e personalizados, ela passeia livremente entre o mundo da moda e da música. Lia também é estilista da marca Feira Moderna, atua como stylist, faz figurinos, escreve roteiros e produz seus próprios videoclips.

A garota que já fez de tudo um pouco, é ligada no 220, apaixonada por todos os tipos de arte, ja foi trapezista e até hoje engole fogo em alguns dos seus shows de rock. Em suas viagens com o circo pela Europa e cantorias com bandas nacionais e estrangeiras, lia mergulhou no universo da arte de forma natural.

Hoje, além da Paris le Rock, Lia  é vocalista da Big Band Jazz Monster, da banda Vive La Chanson e se prepara para lançar disco solo em 2013.

A Fox Fashion estará filmando o shooting e  alguns takes do ensaio entrarão no vídeo especial dirigido por Macau Amaral com Lia Paris para Fox Fashion que será veiculada duas vezes ao dia durante um ano no Canal.
O ensaio terá uma versão em vídeo, com making off, pequenos depoimentos e trilha sonora, e será dirigido por  Judith Belfer .
O Editorial:
Fotógrafo – Angelo Pastorello
Produtoro Executiva: Kitty Andrade
Diretora de making of – Judith Belfer
Diretora de Fotografia do vídeo: Patricia Gimenez
Still: Fashionroom
Fotografia making of: Juliana Naltchadjian
Styling: Marcelo Otaviano
Make up: Ariane Alberti, Tiffany Souza e Sulamita Dancuart
Locação: Estúdio fotográfico – Angelo Pastorello
Modelos:
Maria Eugênia
Arnaud Cornevin
Leo Possati
Marco Nobre
Acervo de látex / coleção de biquinis Vintage Style / Acervo Fashionroom do designer e artista Alê Jordão
Vejam o ultimo filme de moda que  foi produzido no ultimo ensaio e que já está em um dos canais mais importantes de moda o “fashion photography channel”.

Biologia Escura, por Paulo Succar

paulo7

Nascido em Guadalajara , o estilista mexicano Paulo Succar estudou no Pratt Institute, em Nova York, no IED  Barcelona e atualmente no ITESO. Mal completou 22 anos de idade, quando ele abriu a sua própria marca. Sua coleção atual (Spring / Summer 2013), intitulada “Biologia Obscura” é inspirada no simbolismo gótico, como cruzes e caveiras, símbolos esotéricos, como triângulos e conceitos educacionais, como o sistema solar, flora e fauna.

Paulo Succar é mais conhecido por suas ideias ousadas e grande desenvolvimento de estampas. Com dois anos de existência, a marca já ganhou presença na indústria mexicana. Ele apresenta roupas com uma grande influência na moda masculina alfaiataria clássica, reinventando-a em estampas inusitadas , assim como a paleta de cores e linhas expressionistas do artista David Alfaro Siqueiros, que trabalha na  inspiração para o próximo Outono / Inverno 2013 .

créditos:
Fotografia: Guiyer Mina
Make-up & Hair Styling: Gamaliels Mata
Imprimir Desenvolvimento: Ricardo Luévanos
Jóias: Maria Simon
Sapatos: Juan Carlos Fonseca
Modelos: Javier Ag Ag, José Gmz
Produção e Distribuição: Fashionroom La Cochera

A Hora da Sakura

cherry-blossoms-sakura-spring-2Se você for ao Japão nesta época, verá filas de árvores de cerejeira nas calçadas, carregadas de flores. Os parques com sakuras ficam lotados de visitantes que, à sombra das árvores, fazem piqueniques e admiram o espetáculo cor-de-rosa da natureza. A flor da cerejeira, Sakura em japonês é a flor símbolo do Japão. A simbologia é tão intensa que o povo cultua e respeita como a própria bandeira japonesa ou o hino nacional.

A primeira cidade a ser agraciada com as tonalidades de rosa é Tóquio, porém a florescência da sakura está terminando. Geralmente as árvores começam a florescer na metade de abril, mas este ano, com a mudança da temperatura, floresceu antes e para quem ainda não viu, em algumas regiões, elas seguem florescendo até o final de maio.

Como o ano letivo japonês tem início em abril, o primeiro dia de aula ou de trabalho pós-férias normalmente coincide com a época da floração das cerejeiras.

A LENDA

Diz a lenda que SAKURA vem da princesa KONOHANA SAKUYA HIME que teria caído do céu nas proximidades do Monte Fuji e teria se transformado nesta bela flor. Acreditam se também que tem sua origem na cultura de arroz. A parte KURA significa deposito onde se guardava arroz, alimento básico dos japoneses considerado dádiva divina.

ORIGEM

Hoje existe catalogado mais de 300 variedades de cerejeiras no Japão. A cerejeira, da família das rosáceas, gênero prunus tem origem na China e Índia e os cruzamentos, melhorias e mutações durante séculos teriam criados estas centenas de variedades. A chegada no Japão consta que é de vários séculos atrás. Consta que já no século VII o imperador SAGA em Kiyoto teria promovido nos jardins do Palácio Imperial o HANAMI (APRECIAÇÃO DAS FLORES).

ASSOCIAÇÃO DAS CEREJEIRAS

No Japão cada cidade qualquer que seja o tamanho há uma associação de cerejeiras onde normalmente o prefeito é o seu presidente. A NIHON SAKURA NO KAI é a Associação das cerejeiras do Japão, como se fosse uma Federação das Cerejeiras onde o presidente é o próprio Presidente da Dieta.

A florada da cerejeira é um acontecimento nacional. Mais de cem milhões de japoneses aguardam o desabrochar da SAKURA com muita ansiedade. Diariamente os meios de comunicação emitem juntamente com o serviço de meteorologia as localidades de floradas. Nesta época o Japão inteiro entra em festividades para apreciar esta flor tão bela e tão fugaz que dura apenas alguns dias.

Nesta época, NIHON SAKURA NO KAI patrocina uma reunião nacional com a presença de grandes números de prefeitos, presidentes das Associações. Esta é o grande acontecimento do Japão, onde são apresentadas também rainhas de cerejeiras de várias cidades japonesas. Alguns países também costumam se representar como Estados Unidos, Canadá, Alemanha e outros. O Brasil chegou a se representar através da Associação das Cerejeiras do Brasil por sete anos consecutivos com as suas rainhas.

FESTEJOS

No Japão, a primavera é comemorada com muita ênfase por toda a população com seus HANAMI (apreciação das flores) ou piquenique sob a florada. Vários outros países como Brasil, Estados Unidos e outros também festejam a florada da cerejeira. Um dos maiores eventos é realizado nos Estados Unidos, Washington National Cherry Blossom Festival com seus quase 8.000 cerejeiras onde em 1912 foram plantadas as primeiras 3.000 mudas doadas pelo Governo Japonês em comemoração a amizade entre os dois países.

Este ano a  Agência de Meteorologia divulgou um início antecipado da temporada de Sakura no Japão baseando-se nas árvores de cerejeira do Templo de Yasukuni, em Tóquio, para julgar o início da temporada, o período de florescimento dura de sete a dez dias. Por isso, as flores estão associadas à efemeridade. Os samurais usavam-na para representar suas próprias vidas: uma explosão de cor por um um breve período, antes de murchar e morrer.